Como foi o primeiro casamento?

Você sabe como foi o primeiro casamento? O primeiro casamento do mundo está relatado no primeiro livro da Bíblia, o Gênesis, a partir da união de Eva e Adão, se considerarmos, claro, que o objetivo é a formação de uma família.

 

Para os historiadores a instituição surgiu na Europa, em 1000 D.C com um formato que nada lembra os casamentos de hoje em dia. Primeiramente as mulheres não podiam opiniar no que se refere à organização do grande dia…e pior, não podiam opinar em quem iam escolher como seu futuro marido (tudo era escolhido pelos pais…não que os homens tinham total liberdade para escolher suas futuras esposas). E por que isso? Porque as uniões eram construídas só e somente só por interesses políticos, econômicos e sociais. Aquela seria uma forma de manter uma espécie de “estabilidade” nas tradições”. Ou seja, a partir de um casamento poderiam ser constituídas alianças, relações diplomáticas, laços econômicos para se manter o poder econômico. Por isso, os casamentos eram promovidos entre famílias com mesmas posses ou posses similares. Obviamente que aqueles que não tinham poder aquisitivo elevado não estavam sujeitos a esses costumes.

 

Somente no século XII conseguem entender que a união entre duas pessoas não é possível de ser estabelecida senão pelo amor. Assim, com o Decreto de Graciano, relacionado ao Direito Canônico, estabelecem-se costumes da Igreja Católica. Ela definiu que o casamento só existe se houver consentimento das partes.

 

A partir do século XIX profundas mudanças começam a ocorrer. A primeira foi o surgimento do casamento civil e a possibilidade de pessoas de outras religiões se casarem. A segunda ocorre em virtude do próprio Decreto de Graciano, quando a Rainha da Inglaterra, Vitória, se apaixona por Albert, deixando todos extremamente surpresos já que não houve um casamento por interesses, mas por amor.

 

Depois desse fato, tudo mudou, e muito do que aconteceu naquele feliz dia ainda acontece nos casamentos dos dias de hoje, como a Marcha Nupcial, por exemplo.

 

A realidade é que essa união chamada de casamento evoluiu ao longo do tempo, é repleta de tradições e tem especificidades de acordo com a cultura e a época em que está inserida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *